CENIBRA – BIODIVERSIDADE – CUSTOM AD#3
Tempo de Leitura: 1 min

O futuro senador Alexandre Silveira cobrou do presidente de Furnas, Clóvis Torres, e do Comando da Marinha, uma rigorosa vistoria na região dos cânions do Lago de Furnas para averiguar a segurança do local.  Na manhã deste sábado, 8, um paredão desabou em um cânion em Capitólio e atingiu embarcações de turistas que passeavam no lago Quatro embarcações, com pelo menos 34 pessoas, foram atingidas, com seis mortes e oito feridos. A estimativa dos bombeiros é que cerca de 20 pessoas estejam desaparecidas.Até que o trabalho seja feito, Silveira sugere a suspensão da navegação nas proximidades dos cânions. Silveira vem acompanhando de perto o estrago que as chuvas estão provocando em municípios mineiros e tem cobrado das autoridades providências imediatas, em especial do governo federal, para apoiar os atingidos.

“O comando da Marinha já está no local tomando as providências necessárias. O que Furnas precisa fazer agora é, juntamente com a Marinha, realizar o levantamento das áreas de risco e apoiar as vítimas, bem como seus familiares, desse trágico acidente”, assinalou. O futuro senador hipotecou seu apoio às vítimas do desastre. “Nesse momento, externo meu apoio e solidariedade a todos os familiares, me colocando à disposição no for necessário”.

Artigo anteriorCartão de gratuidade do transporte coletivo de Ipatinga tem data limite para renovação
Próximo artigoFabriciano terá unidade médica exclusiva para pacientes com gripe