Tempo de Leitura: 1 min

A agência internacional de avaliação de crédito Moody’s anunciou, em relatório publicado no início da semana, a concessão de upgrade na nota de crédito global da Usiminas,- que passa de Ba3 para Ba2 com perspectiva estável. Com isso, a companhia passa a ter o mesmo nível de rating soberano que o Brasil e, na escala global, a nota da Moody’s está alinhada com as da Fitch e Standard and Poors (S&P).

“Ao longo deste ano recebemos uma série de upgrades em nossas notas de crédito, concedidas pelas principais agências do mundo. Este movimento evidencia a posição sólida da Usiminas no mercado interno e externo e é o reconhecimento do trabalho de todas as nossas equipes, mesmo em um cenário desafiador. São resultados que reforçam nosso protagonismo no setor e dão segurança para os investidores”, destaca Leonardo Karam, gerente-geral de Relações com Investidores.

Atualizações

Essa é a quinta atualização das notas de crédito da companhia somente neste ano. Em fevereiro, a Standard and Poors já havia elevado a nota da Usiminas para BB- e brAA+ nas escalas global e nacional, respectivamente e, em setembro, um novo upgrade, para BB (global) e brAAA (nacional). Depois, foi a vez da Moody’s que passou o rating de A+ para AA+ na escala nacional e, na escala global, de BB- para BB, com perspectiva estável. Na sequência, a Moody’s anunciou que o rating da Usiminas foi para AA- (na escala nacional).

Importância

As notas dadas por agências classificadoras de risco são importantes sinalizações, pois mostram a potenciais credores e investidores como está a solidez e a saúde financeira de uma empresa.

Artigo anteriorArcelorMittal fecha parceria inédita com a Arena MRV
Próximo artigoPresidente da FIEMG Regional Vale do Aço é agraciado com Mérito Legislativo