CENIBRA – BIODIVERSIDADE – CUSTOM AD#3
Tempo de Leitura: 1 min

 

Pelo menos 12 mil postos de trabalhos foram criados pelo setor de Turismo em Minas Gerais este ano, projetando uma estimativa de pelo menos 120 mil até o final de 2022. A previsão é da Secult (Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais) que divulgou um balanço do setor em 2021, após o lançamento do Reviva Turismo.

Desde que ele foi colocado em prática, o fluxo turístico identificou uma movimentação de mais de 6 milhões de pessoas, garantindo números maiores inclusive que o período anterior à pandemia. Pelo Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, por exemplo, uma das portas de entrada para o estado, em agosto de 2019, período pré-pandemia, passaram cerca de 570 mil pessoas. Já em agosto de 2021, o fluxo supera 670 mil turistas, ou seja, mais de 100 mil novos viajantes pelo estado.

Segundo dados da última Pesquisa de Demanda realizada pelo Estado, em 2016, visto que ainda não há uma medição mais atualizada deste viés até então, a média de gasto de um turista em Minas Gerais é de cerca de R$ 105 por dia. A média de permanência do viajante no estado é de aproximadamente 6 dias, o que dá o valor R$ 630 por turista. Ao multiplicarmos 2 milhões de pessoas por R$ 630, chegamos ao montante de R$ 1,26 bilhão injetados na economia mineira por mês desde maio de 2021. Em três meses, desde o lançamento do Reviva Turismo, esse número chega a R$ 3,78 bilhões.

O contexto promissor vivido por Minas Gerais no momento é comprovado também pelos papéis de destaque que o estado vem desempenhando nas mais variadas vertentes relacionadas ao turismo. A tradição, a cultura, a cozinha e o jeito único de seu povo fazem de Minas um dos dez destinos mais acolhedores do mundo, segundo o ranking global da premiação Travellers Review Awards 2021, da plataforma de reservas on-line Booking.com. Esta é a primeira vez que uma localidade brasileira está presente na lista das Regiões Mais Acolhedoras no Mundo.

Para consolidar a internacionalização de Minas Gerais, a Secult já percorreu os primeiros passos com a abertura de uma representação do estado em Portugal, tornando Minas o primeiro estado brasileiro a ter este tipo de ação no exterior. A estratégia integra campanha “Minas para o Mundo”, mais uma ação do Programa Reviva Turismo.

Artigo anteriorZema anuncia incorporação de abono para os servidores da Educação
Próximo artigoDia das Crianças é comemorado no Instituto Mover