CENIBRA – DIVERSIDADE E INCLUSÃO – CUSTOM AD#3
Tempo de Leitura: 1 min

Depois de três meses de espera, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, marcou para o próximo dia 20 de outubro a sabatina do advogado-geral da União André Mendonça, candidato à vaga do STF (Supremo Tribunal Federal) aberta pela aposentadoria do ministro Marco Aurélio de Melo. Coincidência, ou não, a sabatina acontecerá no mesmo dia da votação do relatório final da CPI da Covid.

Paulista de Santos, André Luiz de Almeida Mendonça tem 48 anos e é servidor da União desde 2000. Nesse tempo, foi assessor especial do ministro da Controladoria-geral da União Wagner Rosário de 2016 a 2018, advogado-geral da União de 2019 a 2020 e ministro da Justiça e Segurança Pública de 2020 a 2021.

No final de março de 2021, retornou ao cargo atual, quando das mudanças promovidas no ministério pelo presidente. Ele também trabalhou com o atual ministro Dias Toffoli, quando o mesmo chefiava a AGU e foi indicado para o STF.

Nas horas vagas, André Mendonça integra a equipe de pastores de uma igreja presbiteriana localizada no Lago Sul, em Brasília. Outros nomes que também corriam por fora nessa disputa era do atual presidente do STJ, Humberto Martins (favorito do filho e senador Flávio Bolsonaro) e do procurador-geral da República, Augusto Aras.

Artigo anteriorCabo PM faz o parto do próprio filho em estrada rural de Reduto
Próximo artigoCampanha de multivacinação para criança e adolescentes terá Dia D