CENIBRA – BIODIVERSIDADE – CUSTOM AD#3
Tempo de Leitura: 2 min

A pandemia da Covid-19 impôs uma nova dinâmica ao mundo dos negócios. Vários segmentos da economia tiveram as atividades paralisadas ou limitadas, o que forçou a migração das interações presenciais para as digitais. Neste novo cenário, a criatividade dos empreendedores é essencial para garantir a continuidade de muitos estabelecimentos e ofícios.

Pensando nisso, o Instituto CENIBRA, em parceria com o Sebrae-MG, está promovendo a capacitação de microempresários, artesãos e produtores rurais da área de atuação da Empresa. O objetivo é fomentar o empreendedorismo nas comunidades e garantir a competitividade de pequenos negócios frente a um mercado cada vez mais exigente e desafiador.

Qualificar a mão de obra e garantir a sustentabilidade dos negócios estão no foco das atividades. Por isso, o Programa de Capacitação de Empreendedores oferece aos participantes oficinas, cursos e consultorias especializadas em áreas como administração, marketing digital, finanças, produção, governança, entre outras.

Entre as entidades beneficiadas pela parceria, está o Grupo de Artesãos Olaria Urbana, de Santa Bárbara. Com a redução do turismo regional e a impossibilidade de realização de feiras para a venda da produção, os artistas locais perderam parte considerável da renda porque não possuíam estratégias de venda online. Agora, os artesãos precisam analisar o cenário econômico, rever os processos de gestão e operação, reavaliar a forma de produção e os canais de comercialização e, principalmente, buscar uma nova maneira de relacionamento com o consumidor.

Em Junho e Julho, o grupo participou dos eventos de qualificação oferecidos pela parceria entre Instituto CENIBRA e Sebrae-MG, com a intenção de se posicionar no mercado de forma mais estratégica. Os consultores já realizaram a etapa de diagnóstico e ministraram oficina de processo criativo. Novas etapas ainda serão realizadas nos próximos meses.

Outra entidade beneficiada é a Associação de Produtores de Flores Tropicais de Santana de Alfié, de São Domingos do Prata. A floricultura constitui-se em um dos mais novos, dinâmicos e promissores segmentos do agronegócio brasileiro e está em ascensão há pelo menos dez anos. Para os floricultores, o Programa de Capacitação está ajudando a definir o modelo de negócios ideal e viabilizar a implantação e operação de uma estrutura de produção comercial de plantas ornamentais tropicais.

A partir de uma análise da demanda de potenciais clientes, iniciada em Junho/2021, os consultores definirão os produtos iniciais, os procedimentos de produção e as projeções financeiras da Associação. A metodologia proposta para definição do modelo de negócios é inovadora, pois será aplicada considerando a história de vida de cada membro da associação e na expressão de uma narrativa única nos produtos a serem ofertados.

Importância econômica

De acordo com o Sebrae-MG, os pequenos negócios são a força viva da economia do Brasil. Eles representam 98% das empresas do país, são responsáveis por 54% dos empregos formais, 30% de toda a riqueza nacional e estão presentes em 100% dos municípios brasileiros.

Artigo anteriorSenac oferta mais de 11 mil vagas gratuitas em Cursos Técnicos
Próximo artigoTJ determina suspensão da greve e Sindiute afirma que cumpre requisitos