fbpx
22.1 C
Ipatinga
qua, 28/07/2021
More
    Início(Já!) Responsabilidade SocialA diversidade nas empresas. Um novo movimento!

    A diversidade nas empresas. Um novo movimento!

    -

    CENIBRA – CUSTOM AD3 – HOME

    Tempo de Leitura: 2 min

    Negócios Já! apresenta painel de ações de grandes empresas. Usiminas da exemplo.

    Empresas e governos abraçaram o movimento pró-diversidade promovendo a inclusão de minorias, sobretudo, em posições operacionais até então exclusivas quanto na gerência média e alta chefia. Essa diversidade reflete na imagem com a qual a empresa quer ter junto a sociedade,fazer parte e reconhecer que pertence a essa sociedade.

    Um conceito que pode explicar a diversidade pode ser “qualidade daquilo que é diverso, diferença, dessemelhança, variação, variedade”. Basicamente, é um conjunto com características variadas, seja ele de pessoas, locais ou objetos.

    Importante ressaltar que exemplos de diversidade se aplicam, também, para diferenças culturais e que não basta contratar pessoas de diversos perfis. É essencial que os públicos distintos tenham a mesma parcela de participação nas atividades da companhia.

    Com esse conceito esclarecido, fica fácil entender que diversidade no ambiente de trabalho é formar um grupo heterogêneo.

    Com isso, no Brasil, cada vez mais as organizações orientam suas ações para esse fim.  Exemplo disso, a gigante Pepsico criou o “Ready to Return” que tem como objetivo recrutar profissionais que estão há pelo menos dois anos parados. Já a Natura opta por reservar cotas cujo objetivo é alcançar até 8% da sua força de trabalho com pessoas com deficiência.

    Outro exemplo é o da Cielo, empresa brasileira de serviços financeiros, que está recrutando profissionais acima dos 50 anos. O programa de trainee “MaturiJobs” vai selecionar pela primeira vez pessoas nessa faixa etária, visando a inclusão desse público pela necessidade da nova realidade do país.

     No Vale do Aço

    Na Aperam, em Timóteo, as mulheres representam apenas 12.6% da nossa equipe: 6.7% dos operadores, mas 21.4% do público gerencial e 19% dos novos contratados de 2020.Várias unidades mantém programas para promover a inclusão, a diversidade e a igualdade de oportunidades e para garantir que todos sejam reconhecidos pelo que trazem para a empresa.

    Já na Usiminas, de 2019 para 2020, a companhia conseguiu dobrar o número de mulheres em posições de liderança dentro da empresa. O aumento de mulheres na empresa se tornou uma das nossas metas sustentáveis, ou metas ESG (sigla em inglês para os temas ambiental, social e governança), que prevê 10% de mulheres na área industrial até 2022.

    Mês passado, a Usiminas recebeu menção honrosa em sua primeira participação no prêmio WEPs Brasil 2021 – Empresas Empoderando Mulheres. A premiação tem o objetivo de incentivar e reconhecer empresas que promovem a cultura da equidade de gênero e o empoderamento da mulher no Brasil.

    A companhia foi reconhecida pela atuação de seu Programa de Diversidade e Inclusão que tem a equidade de gênero como um dos cinco pilares de atuação. Desde o lançamento do programa em 2019, a Usiminas conseguiu dobrar a participação de mulheres nos cargos de liderança – de 5,5% para 11% – e também registrou avanços importantes no tema, como a ampliação da licença maternidade, a criação de espaços para lactantes e a realização de mentoria e coaching para colaboradoras como preparação que as mulheres possam desenvolver seu potencial e alcançar novos postos na carreira. Para seguir avançando, uma das metas ESG da companhia é alcançar 10% de mulheres na área industrial até 2022.

    Diversidade como estratégia

    A inclusão possibilita enxergar mais o conteúdo que a forma. Priorizar os resultados que cada um pode trazer para a organização independente das suas diferenças sejam raciais, limitadoras, de origem ou comportamentais. Há a crença que essa heterogeneidade promove sinergias e essas, por sua vez, vantagens competitivas.

     



    - Advertisment -
    Acontece – Home Sidebar – 250×250