Vereador trabalha pela causa do autismo no Vale do Aço

Tempo de Leitura: 1 min

Vereador em primeiro mandato, Daniel Guedes, que também é conhecido como “Daniel do Bem”, tem como um de suas principais bandeiras a defesa da causa do “autismo” no Vale do Aço. Autor da Lei Municipal que institui as diretrizes para um atendimento mais precoce e digno para com as pessoas que sofrem do TEA (Transtorno do Espectro Autista).

Daniel, que também é pai de uma criança com o transtorno, destacou que debater o autismo é extremamente importante, não apenas para orientar a sociedade acerca do assunto, mas principalmente fortalecer as políticas públicas voltadas para as pessoas com TEA. “Nossa causa não é uma bandeira partidária. O que queremos é garantir que todos os autistas de Ipatinga tenham melhores oportunidades de vida”.

Segundo ele, os três principais problemas com relação a causa, são a falta de informação por parte da sociedade, a ausência de um tratamento público global e adequado, e a dificuldade técnica para fechamento do diagnóstico, que inclusive, precisa ser feito por uma junta de profissionais especializados, o que encarece o processo. “O que queremos é buscar soluções para os problemas que os autistas e suas famílias enfrentam. Queremos que sejam resolvidos na prática. Queremos e precisamos que as políticas públicas se fortalecem. Isso é essencial”, ressaltou.

O vereador também se colocou à disposição dos pais cujos filhos sofrem de TEA e precisam de apoio. Quem quiser, pode procurá-lo em seu gabinete 403, na Câmara Municipal, ou mandar mensagem para o WhatsApp: 98311-7041.

 

Artigo anteriorTem Galo x Boca na Libertadores (e depois…)
Próximo artigoMaria Fumaça pode voltar a rodar em Ipatinga