Tempo de Leitura: 1 min

Nesta quarta-feira (22), o Senado aprovou pela segunda vez o projeto que amplia o auxílio emergencial para mais de 70 categorias de trabalhadores atingidos pela crise da covid-19 (PL 873/2020). Entre elas, agricultores familiares, catadores de recicláveis, taxistas, professores contratados que estão sem salário, personal trainers, fisioterapeutas, nutricionistas e psicólogos, além de feirantes. Também serão contemplados diaristas, trabalhadores de salão de beleza, mães adolescentes e pais que tomam conta sozinhos dos filhos. O projeto segue para sanção. O autor, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), cobrou uma rápida sanção para os beneficiários receberem logo o pagamento. As informações são da repórter Hérica Christian, da Rádio Senado.

Fonte: Agência Senado

Artigo anteriorBolsonaro veta dispensa de atestado médico durante quarentena
Próximo artigoIpatinga inicia comboio de testes rápidos