Copasa promete leituras mais precisas com novos hidrômetros

CENIBRA – CUSTOM AD3 – HOME
Tempo de Leitura: 1 min

Uma das maiores reclamações dos consumidores dos serviços de água pode, finalmente está chegando ao fim. Pelo menos, é o que promete a Copasa, que pretende até o final deste ano substituir quase 500 mil hidrômetros em todo o Estado. Os novos equipamentos usarão tecnologia de ponta, que utilizam medidores ultrassônicos, que apresentam tecnologias mais resistentes ao desgaste prematuro, além de oferecer possibilidades de medição de vazões cada vez menores e mais adequados às necessidades atuais. A empresa não informou quantos serão substituídos ou instalados no Vale do Aço.

Segundo o gerente da Divisão de Hidrometria da Copasa, Arnaldo Reis Carvalho Filho, desde 2004, a empresa institucionalizou o Programa de Melhoria de Qualidade da Micromedição (PMQM), que tem por finalidade promover a substituição de hidrômetros em todo o Estado, que estejam defasados tecnologicamente, por tempo de uso ou inadequados ao perfil de consumo.

Ainda de acordo com Carvalho Filho, a execução desse serviço é de total responsabilidade da empresa e não vai acarretar nenhum ônus para o usuário. “A substituição tem o propósito de manter o padrão de qualidade da prestação dos serviços e a satisfação dos usuários. Como qualquer aparelho de precisão, ele está sujeito a eventuais desgastes e defasagem tecnológica, que pode gerar uma imprecisão na medição da água consumida em torno de 16%, conforme estudos estatísticos e de estimativas elaboradas pela Copasa”, explicou.

Segundo o gerente, são utilizados vários tipos de hidrômetros que variam de acordo com a necessidade e característica do cliente. Eles são adquiridos de diversos fabricantes e todos são aprovados em laboratórios autorizados pelo Inmetro. Somente, após essa aferição, os equipamentos são disponibilizados.

Artigo anteriorCocais celebra rota dos tropeiros
Próximo artigoBispo visita hospital em Belo Oriente