CENIBRA – BIODIVERSIDADE – CUSTOM AD#3
Tempo de Leitura: 1 min

 

O preço da gasolina em Minas é o segundo mais caro do país. O consumidor mineiro só perde para o Acre. Tabela publicada pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), do Ministério da Fazenda, no Diário Oficial da União, revela que o preço médio da gasolina no estado é de R$ 4,67. Em contrapartida, no Acre, esse  valor é de R$ 4,74.

Segundo especialistas, há três componentes que explicam o preço da gasolina cobrado nas bombas dos postos de combustível em Minas. O primeiro diz respeito aos impostos cobrados no estado, em especial o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), um dos mais caros do país. Em fevereiro passado o ICMS sofreu um reajuste, passando de 28% para 31%, no caso da gasolina, de 14% para 16% (etanol) e de 12% para 15% (diesel).

Outro problema é a concentração de postos em poder de poucos proprietários, o que leva a indícios de cartel (preço combinado), tendo em vista que, numa única avenida, postos com bandeiras diferentes, costumam ter preços iguais ou similares. Existe ainda a questão geográfica do estado, com tamanho similar a alguns países europeus. A questão da logística leva ao encarecimento do combustível no estado. É caro distribuir em Minas.

As tabelas do Confaz são publicadas quinzenalmente com base em pesquisas realizadas em todos os estados brasileiros, inclusive no Distrito Federal. A publicação tem como objetivo fixar a base de cálculo para apuração do ICMS, que é cobrado dos postos de gasolina e repassado às refinarias e importadores.

Artigo anterior“JK Um reencontro com o Brasil”
Próximo artigoJuros do especial sobem 324,7%